A arte de superar limites

Por: Rebeca Gehren

2 meses atrás


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Fotos: Rebeca Gehren | Tribuna de Petrópolis
Para ela as dificuldades já começaram no ventre da mãe. Às 38 semanas, havia chegado a hora de nascer, mas ela estava virada ao contrário. As condições de sua família eram simples e o parto, feito em casa, demorou demais. Aquele pequeno detalhe fez com que Glaucia Moreira nascesse com uma deficiência na mão direita. O fato iria marcar o resto de sua vida - não pelo que isso traria de limitações físicas a ela, mas pelo preconceito que deficientes físicos ainda sofrem. Há quem se lamentasse pelo infortúnio, mas Glaucia, pelo contrário, sempre viu o acontecimento como um milagre – os próprios médicos diziam que era para ela ter tido sequelas muito mais graves e ficado completamente dependente de ajuda pelo resto da vida. Acostumada a lutar desde os dias mais tenros, ela nunca deixou que as limitações – físicas ou sociais – a impedissem de fazer qualquer coisa. Formada em teologia, com cursos de alemão, pintura e desenho, ela hoje faz o que mais gosta: arte.

Faça o seu login ou cadastre-se

facebook google linkedin