Funcionários da Educação mantém estado de greve contra cortes salariais

Por: Redação Tribuna

2 meses atrás


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Foto: Marco Oddone | Tribuna de Petrópolis
Os profissionais da educação, insatisfeitos com a lei que alterou os vencimentos, acabando com a Extensão Temporária por Jornada (ETJ), vão manter o estado de greve até a próxima semana, quando devem declarar greve geral. A diretora do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), Rose Silveira disse que o departamento jurídico do Sindicato está analisando o projeto e vendo as medidas que podem ser tomadas, pois na avaliação da entidade, “houve redução salarial”.

Faça o seu login ou cadastre-se

facebook google linkedin