Ministério da Saúde estuda fracionar doses de vacinas contra a febre amarela

Por: Agência Brasil

Sexta Feira, 31 de Março de 2017


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Reprodução internet

O Ministério da Saúde informou que estuda a possibilidade do fracionamento das doses de vacina contra a febre amarela para imunizar um maior número de pessoas. Segundo a pasta, o efeito é o mesmo da dose comum e o que muda é a duração da imunidade, que passa a ser de apenas 1 ano.

Durante o 3º Encontro da Rede Nacional de Especialistas em Zika e doenças correlatas (Renezika), em Brasília, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que o fracionamento da vacina ocorre quando um diluente é adicionado e a ampola que seria de 10 doses se transforma em 50 doses, com um ano de proteção. Segundo Barros, pessoas que tomarem a vacina fracionada, caso essa seja a decisão do governo, terão que se vacinar novamente.

A medida será discutida na próxima terça-feira (4) quando o ministério deve receber o levantamento dos estados com informações sobre o número de doses extras de vacina necessárias para a imunização das áreas de risco. Com as informações, os gestores devem decidir a estratégia a ser adotada pelo governo.

Segundo Barros, além do fracionamento, o ministério também analisa a viabilidade de importação das doses. "Vamos adotar ou uma importação ou um fracionamento da vacina”, disse ontem.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde, caso o fracionamento seja apontado como o melhor meio para proteger a população, as vacinas passarão a ser oferecidas em locais considerados emergenciais.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que os países deem prioridade de imunização em áreas de riscos, onde a população vive  ameaçada pelo vírus da febre amarela.

Maioria da população aprova avaliação seriada para...

Pesquisa divulgada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) mostra que 76% da população brasileira acham bom ou ótimo que os estud...

Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de...

Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade f...

Produtos para bochecho devem ser usados com orient...

O cansaço depois de um dia corrido leva as pessoas a adotarem hábitos que “facilitam” e tornam mais rápidas as pequen...

Novo lote de vacinas contra H1N1 chega a Petrópoli...

A vacina contra a influenza (gripe) estará disponível em 11 unidades de saúde de Petrópolis amanhã (09). O quarto l...

Homeopatia: cidade já teve diversos profissionais...

Na próxima segunda-feira, dia 21/11, é comemorado o Dia Nacional da Homeopatia. Petrópolis se tornou referência no assunto...

Número de pessoas com pressão alta aumenta em todo...

O número de pessoas com pressão arterial alta aumentou substancialmente em todo o mundo nos últimos 25 anos, colocando bilh&otild...