Prisão de eleitor está proibida a partir de hoje

Por: Agência Brasil

Terça Feira, 25 de Outubro de 2016


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Reprodução internet

Faltando cinco dias para a realização do segundo turno das eleições municipais, a partir de hoje (25) nenhum eleitor poderá ser preso ou detido. A exceção é para os casos de flagrante. A regra está prevista no Código Eleitoral.

De acordo com o Artigo 236, "nenhuma autoridade poderá, desde 5 (cinco) dias antes e até 48 (quarenta e oito) horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou ainda por desrespeito a salvo-conduto”.

No próximo dia 30, eleitores de 18 capitais e mais 37 municípios voltarão às urnas para o segundo turno das eleições. Após a apuração dos votos do primeiro turno, realizado no dia 2 deste mês,  55 municípios de 11 estados não tiveram a eleição definida e escolherão prefeito e vice-prefeito.

TÓPICOS:

Quem não votar pode justificar a sua falta à Justi...

O eleitor que não votar nem justificar no dia das eleições pode agora enviar a justificativa de ausência às urnas pe...

Uso de adesivos é autorizado pelo TRE

O uso de adesivos nos carros e de bottons – a famosa praguinha – nas roupas no dia da eleição está permitido novament...

Eleições: 144 milhões de brasileiros vão às urnas...

As seções eleitorais da maioria dos municípios brasileiros foram abertas às 8h para que 144 milhões de eleitores po...

Saiba o que pode e o que não pode neste segundo tu...

A cabine de votação, conforme descrição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é um local reservado da seç&at...

Rossi prega mudanças para melhorar setores vitais...

O candidato do PMDB a prefeito, deputado estadual Bernardo Rossi, acompanhado do vice, o ex-vereador Albano Filho (Baminho), fez ontem uma caminhada p...

TSE divulga custos das campanhas de candidatos

Faltando apenas quatro dias para a eleição do segundo turno, chama a atenção a prestação de contas dos candi...