Quase 2 mil bombeiros combatem incêndio no centro de Portugal

Por: Agência Brasil

5 meses atrás


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Foto: Paulo Novaes / Lusa | Tribuna de Petrópolis

Quase 2 mil bombeiros continuam combatendo o fogo, nesta segunda-feira (19), no centro Portugal, em um incêndio que já causou 62 mortes, segundo os últimos números da Defesa Civil do país.

Foi impossível controlar durante a noite o fogo, que afeta os distritos de Leiria - onde começou o incêndio no sábado (17) e onde se concentram mais meios de combate -, Coimbra e Castelo Branco, todos no centro do país.

Os últimos dados oficiais atualizaram para 62 o número de mortos e 62 o de feridos, dois dos quais permanecem em estado grave.

Espera-se que ao longo da manhã cheguem mais dois aviões procedentes da Espanha, além de ajuda da França, para controlar a situação.

A causa mais provável do incêndio foi a queda de um raio em uma árvore, segundo disseram fontes da Polícia Judicial à Agência EFE.



Concer estima que 280 mil veículos passem pela BR...

 O fim de semana antecipado pelo feriado do Dia da Independência deve gerar um tráfego de 280 mil veículos no trecho da BR-04...

Ministério Público pede prisão preventiva de Lula

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) pediu a prisão preventiva do ex-presidente da república, Luiz Inác...

Mãe encontra paredes com símbolos e criptografia a...

Um quarto de um jovem encontrado com paredes cheias de sinais e livros escritos à mão e o desaparecimento do autor, o estudante de Psico...

Bancos trocarão moedas e cédulas falsas sacadas em...

Os bancos agora são obrigados a trocar, imediatamente, moeda ou cédulas falsas sacadas em caixa ou terminais de autoatendimento. A nova...

Oito veículos são incendiados e principais avenida...

Pelo menos oito veículos foram incendiados na manhã de hoje (2) em vários pontos da cidade. Três ônibus foram queimad...

Para combater Zika, Papa sugere uso de anticoncepc...

Em uma entrevista coletiva no avião que o levou do México para o Vaticano, o papa Francisco defendeu métodos contraceptivos como...