“Túnel deveria ter sido monitorado depois da paralisação das obras”

Por: Janaina do Carmo

Terça Feira, 14 de Novembro de 2017


Texto: A - A A +
Compartilhar:
imagem noticias
Bruno Avellar / Tribuna de Petrópolis
Para o professor de engenharia da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), Ricardo Franciss, o abandono da obra do túnel que faz parte do projeto da nova pista de subida da serra, e a falta de um monitoramento após a paralisação dos trabalhos, por um período muito longo, podem ter sido as causas do desabamento que ocorreu há uma semana, na altura do quilômetro 81 da BR- 040, na Comunidade do Contorno. A cratera de quase 70 metros de profundidade se abriu bem no local por onde o túnel passa.

Faça o seu login ou cadastre-se

facebook google linkedin

Multa administrativa será discutida na Justiça

A discussão sobre a legalidade da chamada multa administrativa - cobrada de motoristas flagrados no estacionamento rotativo sem o pagamento da...

Carro roubado há mais de três anos é recuperado co...

Um carro roubado foi recuperado e um homem preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), suspeito de receptação, em uma abo...

Campanha eleitoral começa hoje

A campanha eleitoral para as eleições municipais deste ano tem início hoje e termina na véspera de 2 de outubro, quando os...

Incêndio de casa no Carangola após festa é investi...

Na madrugada do último domingo (15), uma casa na Vila Juliano Constantino Manzini, no Carangola, pegou fogo após uma festa realizada no...

Lava Jato de Petrópolis: ex-vereador e assessores...

A força tarefa formada pelo Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MPERJ), a Polícia Civil e o Judiciário q...

Trânsito piora com a volta às aulas

Com a volta às aulas, o cenário de tranquilidade no trânsito de Petrópolis foi substituído novamente pelo caos. Todo...