Vontade divina

Por: Raquel Cordeiro da Cruz - Professora

Quarta Feira, 19 de Abril de 2017


Texto: A - A A +
Compartilhar:

À faculdade de representar mentalmente um ato que pode ser ou não praticado em obediência a um impulso ou a motivos ditados pela razão, o dicionário chama de vontade. E ainda acrescenta que vontade pode ser o sentimento que incita alguém a atingir o fim que essa faculdade propõe; pode ser também uma capacidade de escolha, de decisão ou um desejo expresso, etc.

Esses significados dizem respeito à vontade manifestada por qualquer ser humano desde a sua mais tenra idade até a idade adulta. Quando bebê, a vontade obedece a impulsos. À medida que o indivíduo se desenvolve suas tendências (vontades inatas) vão dando lugar a decisões, bem como a desejos expressos oriundos de influências (vontades aprendidas) dentro dos diversos ambientes sociais por ele frequentado. Segundo o discernimento de cada um, escolhe-se, decide-se por coisas boas ou más.  Com certo esforço e violência contra impulsos negativos vai-se educando as tendências (o inato), assimilando as boas influências (o aprendido). Processo esse que acompanha o ser humano ao longo de sua vida. Em função dessa experiência alicerçada em valores cristãos atinge-se a maturidade. Caso contrário, o indivíduo na idade madura pode encontrar dificuldade de se conduzir na vida por falta de elevação espiritual.

Uma criança que adquire o hábito de rezar ao seu anjo da guarda todos os dias, sente-se  protegida pelo fato de lhe ter sido repassado esse referencial de proteção. A sua vontade humana de ser protegida obedece àquele motivo ordenado pela razão, levando-a a obedecer a uma vontade superior à dela (ao Senhor que lhe proporciona um anjo auxiliador em quem deve confiar), o que pode determinar a continuidade desse hábito quando jovem ou adulto. O amadurecimento na fé e no respeito ao Senhor resulta da consciência de que a vontade de Deus está acima de suas vontades e expectativas. Afinal, o Senhor tem sempre algo melhor a oferecer, mais do que aquilo que se possa desejar. A oração que nasce das raízes da alma obtém graças inimagináveis, mesmo que ela viva o seu deserto espiritual. Ela deve obedecer humildemente, confiar, esperar, sem desanimar.

Para que o Senhor se manifeste é preciso que quem reza tenha a consciência da presença de Deus.  Ele é, então, todo ouvidos!

O exemplo mais perfeito de entrega total da alma ao Pai é o pronunciado por Jesus em sua paixão :  “Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça como eu quero, mas sim o que tu queres (Mt 26, 39).

Tendo sofrido todo tipo de provação humana, ao dirigir-se ao Pai, Cristo suplica e é atendido pela misericórdia e obediência. A oração do “Pai Nosso ensina: “Seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no céu...” Ora, muitos rezam, às vezes, sem se darem conta da magnitude  das palavras que pronunciam. Dificilmente  serão atendidos se estiverem desanimados : “Vós não fostes capazes de fazer uma hora de vigília comigo... Vigiai e rezai, para não cairdes em tentação; pois o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” (Mt 26, 41)

Com a alma enfraquecida, Pedro, discípulo de Jesus Cristo, lança mão da espada para ferir o servo de sumo sacerdote.  Depois foge com outros discípulos. Por fim nega que conhece Jesus e chora amargamente...  Assim se comporta o homem em geral. Após a ressurreição de Jesus, Pedro converte-se e passa a merecer a maior recompensa: a vida em Deus na terra e no céu.

É pelo Espírito Santo que o cristão vislumbra o pensamento ou a vontade de Deus.  Atente-se para o fato de que nem toda ideia aparentemente boa é tida como boa pelo Senhor. Ele permite que se pense e se faça isso ou aquilo, mas nem sempre o deseja. A forma ideal de se viver a vontade de Deus-Pai, Jesus, Homem-Deus a ensina: “De mim mesmo não posso fazer coisa alguma. (...) porque não busco a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.” (Jo 5,30)

O difícil é reconhecer quando se quer fazer apenas a própria vontade ou quando se é totalmente desprovido de vontade! A submissão à vontade divina é possível, porque Deus imprimiu no coração de toda criatura humana a lei do amor, possibilitando o bom uso da liberdade! Basta ao filho querer ser bom como o Pai, como o Dileto o foi!

As obras são realizadas a partir da fé aliada à vontade.  Ambas fizeram da Virgem Maria a serva fiel, a escrava obediente que gerou por obra do  Espírito Santo o Filho de Deus;  com Ele o reino sem fim pensado no céu foi inaugurado na terra !

Paulo apóstolo de Cristo (2 Cor 3-6) explica aos que pretendem se capacitar espiritualmente que nossa vontade subordina-se à vontade de Deus : “Não que sejamos capazes por nós mesmos de ter algum pensamento, como de nós mesmos (cheio de vontade? ). Nossa capacidade vem de Deus...”

O mundo nos conduz a falsas e efêmeras alegrias; às vezes à morte antecipada.  Muitos que se unem à multidão, cuja fé é superficial e vacilante em relação ao Único Senhor, acabam encontrando ídolos, substitutos do bezerro de ouro adorado pelo povo hebreu incrédulo (A.T.).   As seitas diversas decorrem, em parte, da imaturidade na fé; desvirtuam e dividem o reino aqui embaixo.  O Reino lá encima é único e indivisível.  Jesus Cristo fundou a Igreja (Católica=Universal).  Ele é o único Pastor de um único rebanho.  Ele sempre condenou disputas entre irmãos, famílias, povos e nações !

Em plena quaresma peçamos a Jesus Cristo que a vontade e a luz divinas penetrem em todo coração humano para tirá-lo das trevas gerada pelo pecado.  O Mandamento do Amor da Nova Aliança (N.T.) sejam, doravante, seguidos em quaisquer circunstâncias, restabelecendo a paz em todas as almas no seio das famílias do mundo inteiro !




 





Uma gestão pública responsável

De norte a sul do país, milhões de brasileiros enfrentam a paralisação de serviços públicos essenciais como...

Paraolimpíada ou paralimpíada

Embora não seja um seguidor do pensamento de Olavo Bilac, concordo com o que ele afirmara: “A pátria não é a ra&cced...

Um prédio em pedaços

Há dias, fiz escrever, após leitura da obra de lavra do eminente advogado Sylvio Vianna Freire, denominada “Aconteceu na Câm...

ATAUALPA SABE

Aquele homem entrou livraria adentro com a avidez típica de um dependente em crise de abstinência. Era um adicto poético, atr&aacu...

O fim do imposto sindical

Tivemos uma tentativa de greve geral, dia 28 próximo passado, convocada pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) e por alguns sindicat...

Transpondo o rubicão

Enquanto a burguesia ocupa os espaços institucionais com seu discurso capcioso, a classe trabalhadora começa a ocupar as ruas com sua a&...